fbpx
Skip to content

Pés para Dentro

Quando a criança nasce, por causa da posição dentro do útero, a maioria apresenta algumas alterações da perna: vocês podem perceber que, nos bebês, os pés são virados um pouco para dentro, a perna tem uma curvinha na frente, e os joelhos ficam naturalmente para fora.

A maioria dos pais só percebe que a criança apresenta estas alterações quando ela começa a ficar de pé (com apoio dos pais!), o que ocorre entre os 4 e 6 meses, e quando começa a andar, ao redor de um ano. E aí é aquela corrida para o médico é aquele diz-que-diz da vovó.

Grande parte das crianças, com o desenvolvimento, apresenta melhora desta torção da perna. Algumas crianças, no entanto, por uma série de causas diferentes, não apresentam esta correção.

É importante, nestes casos, definir qual é a causa de esta torção não ter se corrigido: a criança pode colocar os pés para dentro quando anda por causa de uma deformidade conhecida como metatarso aduto, no qual o osso do primeiro dedo aponta para dentro; ou então, porque o tornozelo ficou rodado para dentro, tanto por já ter nascido assim, como por alguma doença ou infecção; ou, por fim, por causa dos quadris, que apresentam uma alteração conhecida como anteversão femoral aumentada.

O ortopedista infantil age realizando o diagnóstico da causa da persistência dos pés para dentro, que, na maioria das vezes, nos leva a uma conduta conservadora, ou seja: sem precisar de cirurgias ou intervenções para a sua correção, porque, com o tempo, o próprio corpo da criança vai corrigindo.

Resumindo: andar com os pés para dentro faz parte do desenvolvimento normal da criança, mas quadros acentuados ou diferentes de um lado para o outro devem chamar a atenção dos pais.

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe está aqui para responder às suas perguntas e realizar o agendamento de sua consulta.
👋 Olá! Gostaria de marcar uma consulta?